Comentários

Todos os programadores se esforçam para tornar seu código fácil de entender, mas às vezes explicação extra é garantida. Nestes casos, os programadores deixam notas ou comentários, em seus códigos fonte que o compilador irá ignorar, mas as pessoas que lerem o código-fonte podem achar útil.

Aqui está um comentário simples:


# #![allow(unused_variables)]
#fn main() {
// Olá, mundo.
#}

Em Rust, os comentários devem começar com duas barras e continuar até o final da linha. Para comentários que se estendem além de uma única linha, você precisará incluir // em cada linha, assim:


# #![allow(unused_variables)]
#fn main() {
// Então, estamos fazendo algo complicado aqui, tempo suficiente para que precisemos
// várias linhas de comentários para fazer isso! Ufa! Espero que este comentário
// explique o que está acontecendo.
#}

Comentários também podem ser colocados no final das linhas contendo código:

Nome do arquivo: src/main.rs

fn main() {
    let numero_da_sorte = 7; // Estou com sorte hoje.
}

Mas você verá com mais frequência essas palavras nesse formato, com o comentário em uma linha separada acima do código que está anotando:

Nome do arquivo: src/main.rs

fn main() {
    // Estou com sorte hoje.
    let numero_da_sorte = 7;
}

O Rust também tem outro tipo de comentário, comentários de documentação, que discutiremos no Capítulo 14.